Anton Webern

Anton Webern
Nascimento 3 de dezembro de 1883
Viena
Morte 15 de setembro de 1945 (61 anos)
Mittersill
Sepultamento Mittersill
Cidadania Áustria
Alma mater Universidade de Viena
Ocupação compositor de música clássica, maestro, músico, compositor
Página oficial
http://www.antonwebern.com

Anton Webern (Viena, 3 de dezembro de 1883Mittersill, Salzburgo, 15 de setembro de 1945) foi um compositor austríaco, pertencente à chamada Segunda Escola de Viena, liderada por Arnold Schönberg, cujo estilo e poética musical foi denominado de música dodecafônica, música expressionista ou música pontilhista. É conhecido e admirado entre os músicos pós-modernos pelas inovações rítmicas, timbrísticas e dinâmicas que formaram o estilo musical conhecido como serialismo.

Nascido Anton Friedrich Wilhelm von Webern, nunca usou seus nomes intermediários e descartou o von em 1918. Ingressou na Universidade de Viena em 1902. Estudou musicologia com Guido Adler e composição com Arnold Schönberg, escrevendo sua Passacaglia op. 1 como peça de graduação em 1908.

Schoenberg, Webern e Alban Berg, que Webern conheceu tempo depois, revolucionariam a música do século XX nas décadas seguintes com a produção dodecafônica.

Como maestro, passou por Bad Ischl, Teplitz, Danzigue, Estetino e Praga antes de voltar a Viena. Conduziu a Orquestra Sinfônica dos Trabalhadores de Viena entre 1922 e 1934.

Anton Webern morreu em Mittersill, Salzburgo, morto por um soldado norte-americano durante a invasão dos Aliados durante um incidente que envolveu o seu genro, suspeito de actividades de mercado negro.

Obras com número de opus

  • Op. 1Passacaglia para orquestra (1908)
  • Op. 2Entflieht auf Leichten Kähnen, para coral a cappella com texto de Stefan George (1908)
  • Op. 3 – Cinco Lieder sobre Der Siebente Ring, para voz e piano (1907-08)
  • Op. 4 – Cinco Canções com texto de Stefan George, para voz e piano (1908-09)
  • Op. 5 – Cinco movimentos para quarteto de cordas (1909)
  • Op. 6 – Seis peças para grande orquestra (1909-10, revisado em 1928)
  • Op. 7 – Quatro peças para violino e piano (1910)
  • Op. 8 – Duas Canções com texto de Rainer Maria Rilke, para voz e oito instrumentos (1910; segunda versão sem data, terceira versão 1921 com nova instrumentação, quarta versão revisada para publicação 1925)
  • Op. 9 – Seis bagatelas para quarteto de cordas (1913)
  • Op. 10 – Cinco peças para orquestra (1911-13)
  • Op. 11 – Três pequenas peças para violoncelo e piano (1914)
  • Op. 12 – Quatro Canções para voz e piano (1915-17)
  • Op. 13 – Quatro Canções para voz e piano (1914-18)
  • Op. 14 – Seis Canções para voz, clarinete, clarinete baixo, violino e violoncelo (1917-21)
  • Op. 15 – Cinco Canções Sagradas para voz e pequena orquestra (1917-22)
  • Op. 16 – Cinco cânons sobre textos em latim, para alto soprano, clarinete, e clarinete baixo (1923-24)
  • Op. 17 – Três Rimas Tradicionais, para voz, violino (alternando com viola), clarinete e clarinete baixo (1924)
  • Op. 18 – Três Canções para voz, clarinete em Mi bemol e violão (1925)
  • Op. 19 – Duas Canções para coro misto, celesta, violão, violino, clarinete e clarinete baixo (1926)
  • Op. 20Trio de cordas (1927)
  • Op. 21Sinfonia (1928)
  • Op. 22 – Quarteto para violino, clarinete, saxofone tenor e piano (1930)
  • Op. 23 – Três canções sobre Viae inviae de Hildegard Jone, para voz e piano (1934)
  • Op. 24Concerto para 9 instrumentos flauta, oboé, clarinete, trompa, trompete, trombone, piano, violino e viola (1934)
  • Op. 25 – Três Canções sobre textos de Hildegard Jone, para voz e piano (1934-35)
  • Op. 26Das Augenlicht, para coro misto e orquestra, sobre um texto de Hildegard Jone (1935)
  • Op. 27 – Variações para piano (1936)
  • Op. 28 – Quarteto de cordas (1937-38)
  • Op. 29Cantata Nº 1, para soprano, coro misto e orquestra (1938-39)
  • Op. 30 – Variações para orquestra (1940)
  • Op. 31 – Cantata Nº 2, para soprano, baixo, coro e orquestra (1941-1943)

Obras sem número de opus

  • Duas Peças para violoncelo e piano (1899)
  • Três Poemas, para voz e piano (1899-1902)
  • Oito Primeiras Canções, para voz e piano (1901-1903)
  • Três Canções, sobre poema de Ferdinand Avenarius (1903-1904)
  • No Vento do Verão - ("Im Sommerwind"), para grande orquestra - sobre poema de Bruno Wille (1904)
  • Movimento lento para quarteto de cordas (1905)
  • Quarteto de Cordas (1905)
  • Peça para piano (1906)
  • Rondó para piano (1906)
  • Rondó para quarteto de cordas (1906)
  • Cinco Canções, sobre poema de Richard Dehmel (1906-1908)
  • Quinteto de piano (1907)
  • Quatro Canções, sobre poema de Stefan George (1908-1909)
  • Cinco peças para orquestra (1913)
  • Três Canções, para voz e orquestra (1913-1914)
  • Sonata de Violoncelo (1914)
  • Peça para crianças, para piano (1924)
  • Peça para piano, em tempo de minueto (1925)
  • Peça para Trio de cordas (1925)
  • "Deutsche Tänze" (Danças Alemãs) por Schubert (1824), orquestrado por Webern (1932)

Copyright