Jornal da República

Jornal da República
Sede São Paulo[1]
Preço Cr$ 10 a 14,00 (dependendo da localidade)[1]
Fundação 27 de agosto de 1979 (41 anos)
Fundador(es) Raymundo Faoro
Editora Mino Carta
Idioma (em português brasileiro)
Término de publicação janeiro de 1980[2]
Circulação Nacional

O Jornal da República foi um periódico brasileiro publicado na cidade de São Paulo, entre 27 de agosto de 1979 a janeiro de 1980, sob a direção do jornalista Mino Carta.[2]

O jornal foi criado no final da década de 1970 por Mino Carta e Cláudio Abramo,[1] dentro do contexto histórico-politico da abertura política que acontecia no país, processo este de liberalização do Regime Militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985. Com seu jornalismo independente, no contexto da conjuntura brasileira da época, o Jornal da República causou profundas transformações na história da imprensa brasileira.[3]

Além de Carta e Abramo, o jornal contava ainda com profissionais como: Armando Salem, Ricardo Kotscho, Osmar Freitas Jr., Domingo Alzugaray, Wilson Hilário Borges[3] e Raymundo Faoro.[4][1]

Dentre as causas apontadas que determinaram o fechamento do jornal está a da impossibilidade de realização de um jornalismo independente no capitalismo monopolista brasileiro.[2][3]

  1. a b c d Adm. do Banco Nacional (2010). «Jornal da República» (PDF). Memória Banco Nacional. Consultado em 23 de abril de 2020 
  2. a b c RODRIGUES, Vera Lucia (2004). Dependência ou morte: a questão da independência na imprensa brasileira – o caso República. São Paulo: Germinal Editora 
  3. a b c «A história do Jornal da República». Observatório da Imprensa. Consultado em 21 de junho de 2019 
  4. «Raymundo Faoro». Academia Brasileira de Letras. 20 de fevereiro de 2018. Consultado em 20 de julho de 2019 

Other Languages

Copyright